30 de abril de 2017

Morre radialista que foi vítima de acidente com carro alegórico da Paraíso do Tuiuti

Morreu, na manhã deste sábado, a radialista Elizabeth Ferreira Jofre, a Liza Carioca. Ela foi uma das vítimas do acidente com um carro alegórico da escola de samba Paraíso do Tuiuti, em fevereiro, durante o desfile da agremiação na Sapucaí


Liza foi uma das vítimas de acidente com carro alegórico Foto: Reprodução / Facebook

Cíntia Cruz

Liza estava internada em estado grave no Hospital Quinta D’Or, em São Cristóvão, na Zona Norte do Rio. A direção da unidade confirmou a morte.

Pelas redes sociais, o marido de Liza, Paulo Guterres, pediu orações pela sua recuperação Foto: Reprodução / Facebook

Em nota, a Paraíso do Tuiuti disse que a diretoria da escola está profundamente consternada com o falecimento da radialista, que lamenta o ocorrido e presta as mais sinceras condolências aos familiares e amigos. Disse ainda que, desde o acidente, arcou com os custos do tratamento médico e ofereceu apoio irrestrito às vítimas com sequelas e ferimentos graves. A escola também declarou luto.

Em nota, a Liga Independente das Escolas de Samba do Rio (Liesa) disse que "manifesta seu mais profundo pesar pelo falecimento da radialista" e que se solidariza "com todos os seus familiares e amigos neste momento de dor".

O marido da radialista, Paulo Guterres, chegou a pedir nas redes sociais orações para a mulher: "Amigos por favor peço uma grande corrente de orações pela minha Liza Carioca o quadro dela se agravou mais e estamos muito preocupados. Quem puder me ajudar o nome dela é: Elizabeth Ferreira Jofre para as pessoas q nao sabem. Obg a tds".

Acidente deixou 20 feridos / 26-02-2017 Foto: Marcelo Theobald / Agência O Globo

Acidente deixou 20 feridos

Além de Liza, outras 19 pessoas foram imprensadas pelo carro alegórico da escola que bateu na grade do setor 1 no momento que fazia uma curva.

Quatro pessoas foram indiciadas pela Polícia Civil e vão responder por atropelamento envolvendo veículos automotores terrestres. Os indiciados são o diretor ​de carnaval Leandro de Azevedo Machado; o diretor da alegoria Jaime Benevides de Araújo Filho; o engenheiro Edson Marcos Gaspar de Andrade, e o motorista Francisco de Assis Lopes. A pena para o crime varia de seis meses a dois anos de detenção.

Liza participava da cobertura do carnaval na Sapucaí, quando foi atropelada Foto: Reprodução / Facebook

Leia a nota da Paraíso do Tuiuti na íntegra:

Profundamente consternada com o falecimento da senhora Elisabeth Jofre, a diretoria do Grêmio Recreativo Escola de Samba Paraíso do Tuiuti lamenta o ocorrido e presta as mais sinceras condolências aos familiares e amigos. Desde o fatídico episódio, a agremiação não se furtou em arcar com os custos do tratamento médico e oferecer apoio irrestrito ás vítimas com sequelas e ferimentos graves. Declaramos luto e mais uma vez lamentamos que as consequências do acidente tenham sido as piores possíveis.

Leia mais: EXTRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo