22 de janeiro de 2017

Exploração por parte de Marconi pode fazer PM e Bombeiros pararem

Policiais Militares e Bombeiros Militares poderão parar nos próximos dias em função de uma série de ações realizadas por parte do governador Marconi Perillo (PSDB) contra a classe de representantes de forças de segurança do estado

Em reunião ocorrida nesta semana, representantes de diversas associações de militares de Goiás, como a Unimil, Associação dos Oficiais da PM e do BM de Goiás e Associação de Cabos e Soldados, afirmaram que possibilidade de paralisação dos policiais vem sendo discutida com a categoria, que tem se mostrado favorável a possibilidade.

O tenente-coronel Alessandri da Rocha é um dos que apoia a ação. “Há muito a PM e os Bombeiros vêm sofrendo com a redução do efetivo, congelamento de salários e de promoções e exploração dos policiais para que trabalhem de forma desumana de forma obrigatória. O governo vem congelando tudo e ainda quer reduzir o efetivo da PM. Não aceitaremos isso calados”, indicou.

A definição sobre a paralisação ocorrerá na Assembleia, no próximo dia 15 de fevereiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo